QUEM É QUEM

Superintendente

José Wilson Gonçalves

José Wilson de Sousa Gonçalves, filho de agricultores familiares, nasceu em 01 de setembro de 1961 em Independência, no sertão de Crateús, Ceará. Lá passou sua infância e adolescência, onde concluiu o Ensino Médio em Contabilidade. Aos 18 anos, assim como tantos jovens do campo, saiu de seu município na busca por melhores oportunidades de trabalho e condições de vida. Seu destino foi São Paulo, onde viveu e trabalhou.

A ausência da família, a falta de condições adequadas de trabalho e a saudade do campo foram fatores decisivos para que, aos 29 anos, retornasse à sua Independência. Em 1983, engajou-se e participou ativamente dos trabalhos pastorais da Igreja Católica. Ainda retornou a São Paulo por mais três vezes, pelas mesmas finalidades. Mesmo que por pequenos períodos.

Em 1988, filiou-se ao Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de seu município. Sua militância sindical teve início nos anos 90, e como resultado de seu comprometimento assumiu em 1993 a presidência do sindicato de Independência, onde permaneceu até 1999. Neste mesmo ano, torna-se o Coordenador Regional da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (FETRAECE), em Crateús-CE, cargo que desempenhou até 2001.

De 2001 a 2009, assume a Diretoria de Política Agrícola da FETRAECE e, simultaneamente, também se torna Coordenador Regional da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares – CONTAG (2008/2009). No 10° Congresso Nacional de Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares – CNTTR foi eleito Diretor de Políticas Sociais da CONTAG, gestão 2009-2013, sendo reeleito ao mesmo cargo para gestão 2013-2017. Em 2017 voltou a assumir a coordenação regional da CONTAG no Nordeste.

José Wilson Gonçalves entende que sua missão na superintendência do IDACE é contribuir com a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), da qual o órgão é vinculado, numa “ação articulada de maneira a propiciar que o campo responda com toda sua capacidade, toda sua diversidade, toda sua cultura para o desenvolvimento do Estado do Ceará”. Isso levando em conta a importância das políticas públicas para a agricultura familiar, de modo a potencializar essa dinâmica produtiva do Estado, com seu potencial. O IDACE tem um papel estratégico fundamental, porque além de ser o órgão para cuidar dos conflitos de terra, também viabiliza para que a agricultura familiar – homens e mulheres – possa ter acesso a um pedaço de terra que é uma condição básica não só para produzir alimentos, como viver com dignidade.

Superintendência Adjunta

Graças Farias Pedrosa

Maria das Graças Farias Pedrosa

Geógrafa e servidora de carreira do IDACE. Especialista em Geoprocessamento Aplicado a Recursos Hídricos e Meio Ambiente pela Universidade Estadual do Ceará-UECE. Está na segunda gestão como Superintendente Adjunta. Foi também Orientadora da Célula de Cartografia e Diagnóstico Fundiário – NUPAF entre 2007 a 2010 no IDACE.

 

 

 

Procuradoria, Diretoria e Assessorias

Carlos Alberto Rodrigues de Sá

Diretor Administrativo-Financeira

Paulo H. Magalhães Lobo

Diretor Técnico de Operações

José Sinval Maia

Assessor Jurídico